Os 5 Níveis da Liderança

Alguma vez você já trabalhou para um chefe que acredita que ter a palavra “gerente” no título do cargo automaticamente faz dele um excelente líder? Se sim, você descobrirá que essas pessoas geralmente são os líderes mais incompetentes que se possa imaginar. Os melhores líderes reconhecem que uma posição de autoridade é apenas um passo no caminho para se tornar um grande líder.

Trazemos os principais insights do livro Os 5 Níveis da Liderança, de John Maxwell, que mostra todos os cinco passos que qualquer um pode tomar para se tornar o tipo de líder as pessoas seguirão de boa vontade.

livro_5niveis

Siga os cinco níveis da liderança para se tornar um verdadeiro líder, com impacto duradouro.

Se você já teve o prazer de trabalhar com um grande chefe, você já sabe que ter um líder inspirador pode fazer toda diferença. Os grandes líderes têm a visão, capacidade de navegar em um mundo de negócios dinâmico, em rápida mudança. A empresa moderna é como um veleiro em um mar tempestuoso. Como o capitão, o líder sabe como navegar nas águas turbulentas e traçar o rumo para chegar onde você está indo. Afinal, o leme e as velas podem ser operados por qualquer pessoa a bordo, desde que haja um líder para definir o caminho certo. Ter um líder visionário e com visão de futuro é crucial. No entanto, você pode se surpreender ao saber que esses tipos de líderes são formados; eles não nascem líderes.

Praticamente qualquer pessoa pode ser nomeada para um cargo de liderança. Mas isso não automaticamente lhes dá influência ou domínio sobre outras pessoas. Nós temos todos os chefes experientes que parecem pensar que sua posição lhes permite fazer tudo o que quiserem, mas líderes como estes nunca conseguem motivar sua equipe ou alcançar os resultados desejados. Por outro lado, os líderes influentes sabem como chegar até as pessoas certas, desenvolver uma boa estratégia e fazer as coisas andarem. E, como veremos nos insights seguintes, existem cinco níveis distintos que você tem que passar para se tornar esse tipo de líder eficaz.

É importante notar que aprender estas habilidades de liderança é como subir uma escada: você tem que dominar cada etapa antes que você possa subir mais alto. Então continue lendo para descobrir como subir a escada da liderança e se tornar um chefe verdadeiramente inspirador.

Não basta confiar na sua posição de gestão: inspire os outros, trazendo sua personalidade e seus valores fundamentais para o seu papel de liderança.

Você já teve um chefe com muita autoridade formal, mas nenhum talento real para a liderança? Se assim for, você já experimentou um líder posicional: alguém no nível um da escada da liderança, que pensa posição sozinha lhe dá o poder de comandar. Infelizmente, os líderes posicionais desperdiçam energia e não conseguem tirar o melhor proveito de seus subordinados pois quando a posição formal é a única coisa que legitima sua liderança, você tem que gastar todo o seu tempo defendendo sua autoridade.

De fato, muitas vezes vemos os líderes posicionais se comportarem como governantes medievais, obcecados com acumulação de enormes exércitos e castelos para reforçar seu poder. Em termos reais, imagine um gerente obcecado com a realização da maior equipe possível e o maior orçamento de todos, a fim de fazê-lo parecer importante. Acentuando a fraca liderança, os líderes posicionais têm dificuldade em dar uma direção aos seus funcionários. Eles podem mandar nas pessoas ao redor, mas os subordinados vão fazer apenas o que é especificamente o esperado, e muito pouco além disso.

A lição aqui é que, em vez de ver uma posição de liderança como o seu único objetivo, você deve vê-la como um ponto de partida. É uma oportunidade para desenvolver a sua própria maneira de liderança e criar uma influência duradoura.

Aqui está outra maneira de pensar sobre isso: embora você possa ter uma posição definida dentro da empresa, você ainda tem que preenchê-lo com vida, escolhendo valores fundamentais e tomar a decisão de implementar práticas de trabalho específicas. Em última análise, você pode desenvolver qualquer tipo de estilo de liderança, desde que seja eficaz e fiel a quem você é.

O ex-CEO da Southwest Airlines aprendeu essa lição ao observar o comportamento dos dois litigantes judiciais. Um era muito diplomático e calmo; o outro era agressivo e emocional. Mas, apesar da diferença de estilo, ambos foram excepcionalmente bem sucedidos. Ele percebeu que você tem que trazer sua própria personalidade para a sua posição.

Você precisa da permissão das pessoas para lidera-las: construa confiança e relacionamentos positivos para aproveitar ao máximo a sua liderança.

Os líderes posicionais desperdiçam energia para proteger os seus próprios interesses e poder. A melhor maneira de se libertar este tipo de liderança é deslocando o foco de nós mesmos aos outros. As vantagens de ser mais voltado para o exterior são várias: relações positivas e um ambiente agradável elevam os níveis de energia e promovem um melhor ambiente de trabalho.

Considere o que acontece quando você passa tempo com pessoas que você não gosta. Muito provavelmente, eles drenam sua energia e alimentam uma perspectiva negativa. Do lado oposto, passar o tempo com os amigos é como recarregar as suas baterias – nos sentimos enérgicos e cheios de vida!

liderarbem

Então, como você constrói estas relações positivas? Você precisa obter a permissão das pessoas para liderá-las. Este é o passo seguinte na escada de gestão. Você tem que valorizar as pessoas ao seu redor e tratá-las em conformidade. Você vai descobrir que se você praticar um modo positivo de comunicação, você vai se conectar com os outros facilmente. Para tal efeito, imagine comandando um colega de trabalho de forma agressiva; ele provavelmente vai responder defensivamente. Por outro lado, se você manter a calma e gentilmente pedir um favor, ele provavelmente vai ser aberto a sua mensagem, tornando-a mais impactante.

Este tipo de comunicação é crucial, porque quando as pessoas em torno de você confiam em você e se sentem valorizadas, eles tacitamente lhe dão permissão para liderá-las. Em outras palavras, as pessoas se agarram aos líderes que podem confiar. Especialmente quando o seu local de trabalho é lidar com situações difíceis, sentindo que alguém está cuidando de todos na equipe fortalece os laços. Por exemplo, para os Fuzileiros norte-americanos, um dos valores fundamentais é não deixar ninguém para trás, independentemente do escalão. É por isso que quando eles entram em combate, oficiais renunciam a suas insígnias. Não usar este símbolo envia uma mensagem clara: estamos nisso juntos; vivemos e morremos juntos, independentemente do escalão militar. Isto desempenha um papel fundamental em termos de reputação da organização.

(Um pequeno adendo: Assista ao TED Talk de Simon Sinek – Porque bons líderes fazem você se sentir seguro)

A liderança sobre produzir os resultados certos: uma boa equipe precisa de um bom líder para traçar o rumo para o sucesso.

Apesar de ser importante obter a permissão de seus subordinados para liderá-los, na maioria das empresas os líderes só são medidos pelo resultado de sua liderança. É por isso que o terceiro nível da liderança é a capacidade de produzir resultados. E, para qualquer líder, a melhor maneira de produzir resultados é construir uma equipe eficaz.

Mas como isso é feito? Primeiro, é importante reconhecer que uma equipe eficaz não é simplesmente um conjunto de indivíduos. Pelo contrário, é um equilíbrio finamente calibrado de várias habilidades e atributos. Em outras palavras, uma boa equipa é maior do que a soma das suas partes, pois todas as forças são fundidas em conjunto para equilibrar suas fraquezas. Por exemplo, pense em um time de basquete, que consiste de jogadores especializados que perfeitamente preencham as exigências de sua posição específica, seja na enterrada ou no lance de três pontos. Membros jogam em sua melhor posição, maximizando assim os pontos fortes e minimizando fraquezas.

Este tipo de ação colaborativa também é bem adequada para resolver problemas complexos ou, como diz o técnico de basquete John Wooden: “Todo aquele que fez uma cesta tem dez mãos.” Ou seja, cada ponto individual é graças a contribuições dos companheiros de equipe. Mas, claro, toda boa equipe precisa de um bom líder, alguém que garante que todos estão trabalhando juntos e indo na direção certa. O líder também é responsável por identificar pontos fortes e fracos para compor a equipe;  você tem que colocar seus melhores jogadores de defesa na defesa e os melhores atacantes no ataque. Além disso, é crucial para a equipe que o líder nunca perca de vista a visão geral e trace um rumo para o destino final. Mesmo em esportes, o objetivo final nem sempre é óbvio. Assim é nos negócios, sucesso no basquete é muito mais complexo do que apenas “ganhar o jogo.” O treinador tem de também perguntar a si mesmo como ele pode impedir que a equipe não se sobrecarregue, economizando um pouco de energia para os próximos torneios. No mundo dos negócios, os líderes têm de fazer as mesmas perguntas.

Grandes líderes produzem resultados, definindo um exemplo para sua equipe e criando uma onda de momentum

Há muito além para produzir resultados do que apenas construir a equipe certa. Como líder, você também deve dar o exemplo. Se você se portar de forma agressiva ou com relutância, esta atitude vai se traduzir em desempenho pobre da equipe. Mas se você mostrar entusiasmo e energia, as pessoas vão seguir seu exemplo. Por exemplo, a lenda conta que uma vez durante a Guerra da Independência, George Washington foi até um grupo de soldados que estavam tendo dificuldades para levantar uma viga. Em vez de ajudar diretamente, o comandante primeiro ficou de lado e gritou palavras de encorajamento. Mas quando ele percebeu que a tarefa excedeu a força dos soldados, Washington desmontou seu cavalo e se juntou à eles. Logo, o grupo havia conseguido levantar a viga.

lideranca-equipe

Mas há uma coisa que é ainda mais importante do que inspirar as pessoas através de suas próprias ações: capitalizar suas vitórias para ganhar impulso. Produzir resultados positivos é gratificante e vai motivar sua equipe para produzir resultados ainda melhores. Como dizia Thomas Carlyle: “Nada melhor como a realização para construir melhor a auto-estima e auto-confiança.” Este ciclo virtuoso permite que você crie momentum em sua equipe, e momentum é o melhor amigo do líder, pois isso ampliará bons resultados e anulará os maus.

Veja a Apple, por exemplo. Durante anos, foi uma empresa de nicho lutando contra os líderes de mercado IBM e Microsoft mas graças a produtos como o iPhone, ela conseguiu virar o jogo. Desde então parece que a empresa não erra mais: quase todos os movimentos que faz é elogiada. Isso é graças a enorme onda de momentum que foi montando: o sucesso gera sucesso.

A chave para o nível 4 da liderança é fomentar o desenvolvimento pessoal da sua equipe.

Um dos principais desafios que todos os líderes enfrentam é a constante mudança do ambiente de negócios. O que funciona hoje pode não funcionar mais no próximo ano, então alcançar a sustentabilidade e o sucesso a longo prazo é muito desafiador. O que você como um líder pode fazer sobre isso? Simples: lembre-se que o maior recurso de qualquer empresa são suas pessoas. Afinal, os mercados mudam, as instalações se deterioram, mas as pessoas têm o potencial para crescer e se superar. É exatamente por isso que as empresas de sucesso se concentram em melhorar seus funcionários – isto é, dando-lhes espaço para aprender e crescer.

Um verdadeiro líder é como um mentor, e isso se reflete na próxima etapa da escada da liderança; concentrando-se em transformar as pessoas em torno dele, o líder irá ajudá-las a crescer. Para este fim, o desenvolvimento de pessoas é um dos aspectos mais importantes de liderança. Por exemplo, John Maxwell, autor do Os 5 Níveis da Liderança, observou que os líderes transformadores só colocam 20% do seu esforço na produtividade pessoal, gastando os outros 80% no desenvolvimento das pessoas. Ou seja, os grandes líderes colocam seu próprio avanço muito aquém do objetivo mais amplo de construir uma equipe fenomenal.

É importante notar que o desenvolvimento pessoal não é apenas bom para a empresa; é também uma grande necessidade humana. Ao satisfazê-la, ele dá aos seus funcionários um sentimento de lealdade para com a empresa, reduzindo possíveis interesses de busca de oportunidades em outros lugares, sendo extremamente importante para o sucesso a longo prazo de uma organização. Como um mentor, o líder tem que encontrar o equilíbrio entre ensinar seus funcionários e capacitá-los para crescer por conta própria, o que significa que ele deve colocar algum poder em suas mãos.

Desenvolvimento de futuros líderes é o auge da liderança e cria um legado duradouro.

Tornar-se um líder de sucesso é um processo longo, mas as recompensas são grandes. Ainda assim, a viagem nunca termina. Porque um verdadeiro líder continua doando ao ensinar os outros a se tornarem líderes também. Existem algumas razões pelas quais isso é importante. Em primeiro lugar, ter apenas um líder cria um gargalo organizacional, ou seja, quando apenas uma pessoa toma todas as decisões, o resto da empresa torna-se passiva e dependente. Há a comparação com uma mandada de búfalos; em vez de seguir cegamente um búfalo cabeça, organizações verdadeiramente eficazes são organizadas como um bando de gansos, voando em uma formação em V e contínua rotação que está à frente de se opor ao vento. Outra razão de ter apenas um líder não faz sentido é que quando essa pessoa sai, como pode qualquer outra pessoa estar pronta para assumir o cargo?

lideranca_gansos

Antes de chegar esse momento, é crucial para criar uma cultura de liderança dentro da organização e capacitar os membros da equipe a se tornarem líderes. Como? Simplesmente ao incluí-los no processo de gestão, permitindo-lhes participar nas decisões-chave. Isto lhes permite desenvolver suas próprias habilidades de liderança. O desenvolvimento de futuros líderes não é só uma necessidade organizacional; também é o último passo na escada; o auge de tudo que você faz: a criação de outros líderes que possam atuar de forma autônoma e também criar os próprios novos líderes reproduzirá de forma eficaz o seu trabalho até ao infinito.

Considere modelo de Sócrates. O seu aluno Platão fundou uma academia que passou o conhecimento para gerações de estudantes. Dentre esses estudantes, estava Aristóteles, que posteriormente se tornou um importante mentor de Alexandre, o Grande. Líderes criam e formam futuros líderes.

Há um benefício mais importante de ensinar aos outros: ver outras pessoas crescer e seguir seus próprios passos é muito gratificante, é a maior fonte de realização pessoal que existe!

 

5NIVEIS

2 ideias sobre “Os 5 Níveis da Liderança

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *